Accessdome.com: an accessible web community Accessdome.com: an accessible web community

MANUAIS DE DISCIPLINAS DE OPÇÃO

MATRÍCULAS – 2015/2016

Documentos necessários (download)

Tabela de Preços (download)

MATRÍCULAS - 2015/2016 - PRÉ-ESCOLAR E 1.º CICLO (download)

Ano

Dia

Horário

5.º ano (para 6.º)

7 de julho

Das 12h às 19h

6.º ano (para 7.º) 

6 de julho

Das 12h às 19h

7.º ano (para 8.º) 

8 de julho

Das 12h às 19h

8.º ano  (para 9.º)

9 de julho

Das 12h às 19h

9.º ano (para 10.º)

13 de julho

Das 12h às 19h

10.º ano (para 11.º)

10 de julho

Das 12h às 19h

11.º ano (para 12.º)

14 de julho

Das 12h às 19h

*Transferência para a nossa escola  de 13 a 15 de julho Das 12h às 19h00

Formulários Matriculas (download)

1.º Lugar no Concurso Nacional de Matemática PANGEA

Vinte e sete alunos do Externato Delfim Ferreira, do 2.º ao 12.º ano, ficaram entre os 10 melhores por ano de escolaridade, da região norte do País, no Concurso Nacional de Matemática PANGEA.
Os resultados foram, mais uma vez, excelentes, como confirmam as seguintes classificações dos alunos premiados: 1.º lugar para os alunos Marco António Ribeiro do 8.º ano, Sofia Machado do 10.º ano e Tiago Araújo do 11.º ano; 2.º lugar para os alunos Ana Silva do 2.º ano, José Silva do 3.º ano e Tiago Ribeiro do 6.º ano; 3.º lugar para os alunos Gustavo Salgado do 4.º ano, Sérgio Mendes do 10.º ano e Inês Guimarães do 11.º ano. Estes alunos levaram para casa uma recompensa monetária.
Os restantes alunos finalistas também obtiveram boas qualificações, recebendo medalhas e diplomas os seguintes alunos: Francisca Abreu e Pedro Gonçalves do 2.º ano; Carolina Mota do 3.º ano; Daniel Nunes e Rodrigo Matos do 4.ºano; Pedro Oliveira e Rui Mendes do 5.ºano; Afonso Silva, Diogo Sousa e Tiago Ribeiro do 6.º ano; Gabriel Pereira do 7.º ano; Beatriz Azevedo e Beatriz Lisboa do 9.º ano; Luís Marques do 10.ºano; Francisco Sousa, Maria Ferreira e Paulo Carvalho do 11.º ano e, finalmente, Fernando Fernandes e Leonardo Monteiro do 12.º ano.
Com o objetivo de unir partilhas de experiências e de suscitar o interesse pela matemática, o Concurso PANGEA é organizado em 17 países da Europa com o slogan "A Matemática une" e, este ano, em Portugal, participaram 57 escolas. O concurso tem duas fases. A primeira fase realiza-se nas escolas e desta os primeiros 100 alunos de cada ano de escolaridade do norte e os primeiros 100 de cada ano de escolaridade do sul do país foram selecionados para passar à fase final. Na fase final, são selecionados os 10 melhores alunos por ano de escolaridade em cada zona de Portugal (norte e sul). Este ano, na zona norte, participaram, na fase final, cerca de 7 000 alunos.
A cerimónia de entrega de prémios decorreu no passado dia 20 de junho na Universidade Fernando Pessoa, no Porto, reunindo centenas de alunos, pais e professores.
A professora Ana Paula Rangel é responsável pela organização deste concurso no colégio e está satisfeita com os resultados obtidos. A direção do colégio, com enorme satisfação, congratula, por mais um ano consecutivo, o alargado elenco de vencedores que voltaram a situar-se numa posição de destaque a nível nacional.

EDF participa no Dia dos Clubes Comunitários na Universidade do Minho

Os Clubes Comunitários são uma atividade inserida no Projeto Concelhio de Intervenção Vocacional “Eu Pertenço ao Meu Futuro”, a decorrer em Vila Nova de Famalicão, com acessoria de docentes e investigadores da Universidade do Minho. Este ano letivo estiveram envolvidas nos Clubes Comunitários, em regime de experiência-piloto, as escolas Alfacoop e a nossa escola, Externato Delfim Ferreira, ambas do concelho. No Clube Comunitário fomos desafiados a deixar a nossa marca na sociedade, fazendo algo de positivo relativamente a um problema por nós identificado na sociedade. Cada grupo deveria, gradualmente, construir o seu plano de ação, dividindo-o em diferentes etapas, através das quais conseguisse atingir o objetivo a que se tivesse, inicialmente, proposto. Para isso, durante todo o ano, contamos com a incansável e incessante ajuda e acompanhamento do Gabinete de Psicologia da nossa escola, bem como de alguns docentes destacados para o projeto e das coordenadoras do projeto da Universidade do Minho, Dra. Íris Oliveira e Dra. Maria do Céu Taveira.
Assim, e após um ano de programação e posterior acionamento dos planos elaborados por cada grupo do Clube, todo o trabalho e dedicação atingiram um clímax, no dia 22 de junho, o Dia dos Clubes Comunitários. Ora, neste mesmo dia, os membros dos diversos grupos pertencentes aos Clubes Comunitários de ambas escolas reuniram-se num acontecimento, ao estilo de um congresso, organizado conjuntamente pela Escola de Psicologia e escolas da região do Vale do Ave. O seu objetivo foi a apresentação e debate dos projetos de intervenção comunitária realizados pelos estudantes, que visavam a promoção da exploração vocacional, no 10º ano. Cada grupo teve oportunidade de dar largas ao seu sentido de observação e reflexão, na medida em que pode escolher o seu tema livremente, tendo somente em conta aquilo que considerava como sendo uma carência da comunidade. Os temas foram bastante diversificados, abrangendo a intervenção com crianças institucionalizadas; a preocupação com o isolamento social dos idosos; o (des)interesse dos jovens pela política; os hábitos alimentares (mais ou menos saudáveis) da comunidade local. Assim, neste encontro, tivemos a oportunidade de ouvir e interagir com os membros dos outros grupos, assistindo à apresentação oral dos seus projetos, através da qual conseguimos perceber qual o propósito dos seus trabalhos, bem como tudo aquilo que realmente os motivou e as dificuldades ou constrangimentos por que, eventualmente, possam ter passado ao pôr em prática o plano delineado. De seguida, pudemos ainda apreciar os posters, relativos aos projetos levados a cabo, ocasião na qual aproveitamos, ainda, para colocar qualquer tipo de questões relativamente ao conceito e ideia inicial de cada grupo, ou então para responder a possíveis questões que nos fossem colocadas. No final, terminada a apreciação dos posters, demos continuidade ao convívio durante um lanche, no qual pudemos verdadeiramente interagir com as coordenadoras do projeto e comunidade envolvida, bem como com os nossos colegas, quer dos outros grupos da nossa escola, quer do outro Clube Comunitário.
De facto, a experiência foi positivamente diferente. Nunca antes havíamos sido efetivamente incitados a tomar parte num projeto deste tipo, que visasse a formação de jovens mais preocupados e socialmente ativos na comunidade em que estão inseridos. Planeamos, batalhamos, trabalhamos, esforçamo-nos, refletimos, apreciamos e fomos justamente premiados com sorrisos, “obrigados” sinceros e com um sentimento de missão cumprida que não trocaríamos por nada. Pode ter sido trabalhoso, desgastante e até, por vezes difícil ter sucesso com os projetos que tínhamos em mente, por diversos motivos, mas, com certeza valeu a pena fazer a diferença!

Francisca Reis, 10.1

2.º lugar para o EDF na Final Nacional das Olimpíadas de Física

O aluno Tiago Cunha Araújo, do 11º ano de escolaridade, do Externato Delfim Ferreira, obteve o 2.º lugar, medalha de prata, na Final Nacional das Olimpíadas de Física, escalão B, realizada no Museu da EDP, em Lisboa no dia 6 de junho de 2015.


Nesta etapa nacional das olimpíadas participaram 36 alunos do décimo primeiro ano de escolaridade de escolas de Portugal Continental e das Ilhas, que tinham sido selecionados nas etapas regionais.


A Sociedade Portuguesa de Física (SPF) organiza anualmente as Olimpíadas Nacionais de Física. As Olimpíadas de Física têm por objetivo incentivar e desenvolver o gosto pela Física nos alunos dos Ensinos Básico e Secundário, considerando a sua importância na educação básica dos jovens e o seu crescente impacto em todos os ramos da Ciência e Tecnologia.


Esta fase nacional das Olimpíadas apura para Olimpíadas Internacionais 2016 (julho 2016, Zurique, Suíça) e Olimpíadas Ibero-americanas 2016 (setembro 2016, Carmelo, Uruguai).
Mais uma vez, a direção do Externato Delfim Ferreira felicita todos os envolvidos nas Olimpíadas, principalmente, Tiago Araújo pelo excelente desempenho.

Simulação de Audiência de Julgamento

No âmbito da disciplina de direito, os alunos do 12º ano realizaram a simulação de audiência de julgamento. Um trabalho orientado e organizado pela professora Rita Meneses, contou com a colaboração empenhada dos alunos. Em sala de aula, foram organizados grupos de trabalho e divididas as tarefas. Decidido o tema, foram selecionados os processos, foram distribuídos os papéis das personagens a representar (ministério publico, juízes, advogados, arguidos e testemunhas) e, na sala de aula, realizaram os ensaios práticos da simulação do julgamento.

Este ano, a simulação retratou um caso relacionado com a violência doméstica. Os casos jurídicos, objeto da atividade de simulação, também têm finalidades preventivas a nível comportamental dos jovens, assim como a sensibilização para um tipo de crime que constitui, hoje, um problema na nossa sociedade – o crime de violência doméstica.

Assim, esta atividade prática teve como principais objetivos: desenvolver nos alunos a capacidade de reconhecer e valorizar o papel do Direito nos vários setores da vida social; conhecer e compreender o papel dos tribunais, como órgãos de soberania, no exercício da sua função jurisdicional; conhecer as diferentes categorias de Tribunais e as suas intervenções na resolução dos diferentes conflitos que lhes são apresentados e conhecer as principais profissões jurídicas. Esta atividade teve como destinatários a comunidade escolar e contou com a presença de Drª Leonor Monteiro, vogal do Conselho Geral da Ordem dos Advogados da Comissão dos Direitos Humanos e com duas representantes da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) do norte. No fim da apresentação, as convidadas proferiram uma pequena palestra sobre a atividade dinamizada e sobre alguns temas relacionados com o crime de violência doméstica e formas de o prevenir.

Terminado o ano escolar, esta atividade marca a conclusão de um percurso letivo com grande

impacto no desenvolvimento educativo e pessoal dos alunos.

1.º e 2.º lugares nas Olimpíadas do Conhecimento

No passado dia 16 de maio, realizou-se a quinta edição das Olimpíadas do Conhecimento, organizadas pela Universidade Fernando. A equipa Math φhTers obteve o primeiro lugar na área de Matemática e as θ's obtiveram o segundo lugar, na área de Biologia. A cerimónia da entrega dos prémios realizar-se-á no dia 5 de junho, no auditório da Universidade Fernando Pessoa, no Porto, às 18 horas.
O Externato Delfim Ferreira, pelo quarto ano consecutivo, participou na modalidade de prova escrita com dezoito alunos do 12º ano de escolaridade, distribuídos por seis grupos de três elementos: as μπτ  (Ana Margarida Alves, Carina Silva, Renata Lemos), as maTa  (Ana Francisca Pereira, Maria Inês Pinto, Mariana Araújo), os ♂’s a  - Macho’s alfas (Carlos Fernandes, Fernando Fernandes, João Pedro Ferreira), as θ's - (Ana Elisa Sousa, Mª João Almeida, Mariana Pereira), os Math φhTers (Bruno Ribeiro, Leonardo Monteiro e Pedro Leite) e os Veteráticos (Diana Ferreira, Gil Faria e Mariana Alves).
Mais uma vez, o Externato Delfim Ferreira congratula-se pela excelente prestação dos alunos. A direção do Externato Delfim Ferreira felicita e agradece toda a equipa envolvida neste projeto, mas principalmente os alunos que, com o seu notável trabalho, representaram a escola. Parabéns, aos nossos vencedores!

Externato Delfim Ferreira obteve o 1.º lugar na final nacional das Olimpíadas de Química Júnior

A equipa do Externato Delfim Ferreira, constituída pelos alunos Marco António da 8.1, Beatriz Lisboa da 9.5 e Beatriz Azevedo da 9.3, obteve o 1.º lugar na Final Nacional das Olimpíadas de Química Júnior (OQJ), realizadas na Universidade do Minho, em Braga, no dia 9 de maio. 

Através do grupo disciplinar de ciências físico-químicas, o Externato Delfim Ferreira participou nas Olimpíadas Portuguesas de Química que, segundo o regulamento, “são concursos de resolução de problemas teóricos e práticos de Química, dirigidos aos estudantes do ensino básico e secundário português e organizados pela Sociedade Portuguesa de Química SPQ”. Conforme também o regulamento, os melhores classificados nas Olimpíadas de Química Júnior poderão vir a integrar a equipa portuguesa que participará na European Science Olympiad (EUSO), num ano letivo posterior.

 A direção do Externato Delfim Ferreira felicita e agradece toda a equipa envolvida neste projeto, mas principalmente os alunos que, com o seu trabalho, representaram a escola e, mais uma vez, trouxeram o merecido prémio.

Tiago Araújo nas finais das Olimpíadas de Física

O aluno Tiago Araújo da 11.1 recebeu uma menção honrosa pela sua participação nas Olimpíadas Portuguesas de Física. Deste modo, o aluno do Externato Delfim Ferreira participará nas finais nacionais, promovida pela Sociedade Portuguesa de Física (SPF).
Vários alunos do Externato Delfim Ferreira representaram a escola, no dia 18 de abril, nas Olimpíadas de Física, realizadas na Faculdade de Ciências do Porto. Segundo a SPF, estas Olimpíadas têm por “objetivo incentivar e desenvolver o gosto pela Física nos alunos dos Ensinos Básico e Secundário, considerando a sua importância na educação básica dos jovens e o seu crescente impacto em todos os ramos da Ciência e Tecnologia”.

 

Um Dia com a Matemática

No dia 13 de abril, os alunos do secundário, do curso de Ciências e Tecnologias, tiveram a oportunidade de passar «Um Dia com a Matemática», na medida em que puderam assistir a duas palestras no auditório Doutor Aurélio: a primeira, dinamizada pela aluna do 11.º ano Inês Guimarães, “Shhh…É segredo!” e a segunda, pelo matemático e professor José Paulo Viana, “Matemáticas Impuras”.


Francisca Reis (10.1) e Bárbara (10.2)


 

Olimpíadas de Química Júnior

Primeiro lugar na fase regional das Olimpíadas de Química Júnior

No âmbito da atividade promovida pelo grupo de ciências físico-químicas,  a equipa "Marco António e as Imperatrizes", constituída pelos alunos Marco António Ribeiro, da turma 8.1; Beatriz Azevedo, da turma 9.3 e Beatriz Lisboa, da turma 9.5, obteve o 1.º lugar na fase regional das Olimpíadas de Química Júnior (OQJ), realizadas na Universidade do Minho, em Braga, no dia 11/04/2015, tendo sido selecionada para a fase final nacional, a realizar, também na Universidade do Minho, em Braga, no próximo dia 09/05/2015.

 

Concurso matemático Pangeaar

Resultados da 1.ª Fase do concurso matemático Pangea

No passado dia 23 de fevereiro, decorreu a 1.ª fase do concurso matemático Pangea. A prova envolveu a participação de 149 alunos, do 2.º ao 12.º ano, tendo sido selecionados para a fase final os seguintes alunos do Externato Delfim Ferreira:


Ciclo

Nome

Turma

1.º CICLO

Afonso de Sá Baeta

2.1

Francisca Lima Lopes Correia de Abreu

2.1

Maria João Cunha Peixoto

2.1

Ana Sofia Sousa Silva

2.2

Pedro Moura Gonçalves

2.2

António Sousa Machado

3.1

Carolina Oliveira Rafael da Mota

3.1

José Gonçalo da Cunha e Silva

3.1

Gustavo Martim Pedroso Salgado

4.1

Rodrigo Gonçalves Matos

4.1

Daniel da Silva Nunes

4.2

Manuel Afonso Mendes Evangelista

4.2

Pedro Gil Ferreira da Silva

4.2

 

Ciclo

Nome

Turma

2.º CICLO

Rui Pedro Moreira Mendes

5.4

Pedro Tiago Costa Oliveira

5.5

André Filipe Pereira Ribeiro

5.6

Diogo Francisco Rebelo Costa

5.1

Tiago José de Oliveira Ribeiro

6.4

Diogo Nunes de Sousa

6.1

Afonso Santos Pimenta Silva

6.3

Vasco da Silva Lopes

6.3

Diogo Manuel Araújo Pinheiro

6.4

Hugo Miguel Mendes Frias

6.6

Manuel Joaquim Silva Alves

6.1

Diogo Henrique Ribeiro da Silva

6.5

Francisco José da Cunha Baltar

6.5

Nuno Marco Pacheco da Silva

6.5

Ciclo

Nome

Turma

3.º CICLO

Gabriel Berk Pereira

7.1

Tomás Pereira Curralo Cruz

7.1

Catarina Monteiro Sousa

7.5

Guilherme Alexandre da Cruz Oliveira

7.2

Rui Pedro Rodrigues

7.2

Pedro Leonardo Oliveira

7.5

Marco António Ribeiro

8.1

Mariana Lima da Costa

8.3

Maria Inês Sampaio

8.2

Diogo José Rodrigues Lemos

8.3

Francisco José Carneiro

8.2

Filipa Silva

8.4

Beatriz Costa Azevedo

9.3

Beatriz Maria Silva Lisboa

9.5

Francisco Manuel Dias Rodrigues

9.2

Hugo Oliveira Pinto

9.2

José Francisco Ribeiro Moutinho

9.6

Ana Maria Veloso Martins

9.5

Ciclo

Nome

Turma

Ensino Secundário

Luís Marques

10.1

Sofia Machado

10.2

Francisca Reis

10.1

João Azevedo

10.2

Bárbara Fernandes

10.2

Sérgio Mendes

10.2

José Miguel Lemos

10.2

Beatriz Silva

10.1

Inês Guimarães

11.3

Tiago Araújo

11.1

Francisco Castro

11.1

Francisco Sousa

11.3

José Paulo Amaral

11.3

Maria Ferreira

11.3

Tiago Marabuto

11.3

Pedro Miguel Almeida Saldanha

11.2

Pedro Barbosa

11.1

Simão Gomes

11.1

Diogo Pereira Vilas Boas

11.2

Paulo Carvalho

11.1

Daniel Sousa

11.1

Pedro Silva

11.1

Ângelo Gabriel Almeida Gomes

11.2

Pedro Xavier Mendes Araújo

11.2

Leonardo Joaquim Silva Monteiro

12.1

Maria João Azevedo Almeida

12.1

Renata Maria Costa Lemos

12.1

Ana Margarida Rebelo Alves

12.1

Gil André Guimarães da Silva Faria

12.2

Bruno Rafael Leite Ribeiro

12.1

Ana Elisa Ribeiro de Sousa

12.1

João Pedro Dias Ferreira

12.1

Fernando André Bezerra Moura Fernandes

12.1

Carlos Miguel Magalhães Fernandes

12.1

 

A 2.ª fase está agendada para o dia 18 de abril, na Universidade Fernando Pessoa, no Porto. Os professores de matemática dão os parabéns aos alunos finalistas e a todos os alunos participantes pelo seu interesse e empenho.

A professora responsável
Ana Paula Rangel

 

Eclipse Solar

O eclipse solar parcial de 20 de março de 2015

 

Olimpíadas Portuguesas de Matemática

Externato Delfim Ferreira tem finalista nas Olimpíadas Portuguesas de Matemática.


Pelo segundo ano consecutivo e pela quarta vez nos últimos cinco anos, o Externato Delfim Ferreira tem um finalista das Olimpíadas Portuguesas de Matemática. Desta feita, é a aluna Inês Guimarães, da turma 11.3, que irá estar na final das 33.ªs Olimpíadas de Matemática que decorrerá entre os dias 19 e 22 de março em Rio Maior, na Escola Secundária Dr. Augusto César da Silva Ferreira.


Para esta final, que conta ao todo com 90 participantes, foram apurados apenas os 10 alunos do secundário que obtiveram os melhores resultados na prova da 2.ª eliminatória, na região Norte. Nesta última etapa, os alunos irão ter de resolver dois conjuntos de três problemas, em dias consecutivos, dispondo de três horas para o fazer. Em cada uma das três categorias (Júnior, A e B), que integram alunos do 6.º e 7.º, 8.º e 9.º e 10.º, 11.º e 12.º, respetivamente, os três estudantes que obtenham as melhores pontuações são galardoados com uma medalha de ouro, os três seguintes com prata e a outra dúzia que se segue tem direito ao bronze.


Este resultado vem reforçar a ideia de que, apesar da matemática ser encarada negativamente pela maior parte dos alunos, há ainda muitos, tal como esta aluna do Externato, que a vêem como uma área fascinante, capaz de proporcionar prazerosos momentos de diversão, evidenciando um gosto acentuado pelo raciocínio lógico. Inês Guimarães considera que “alcançar a final das Olimpíadas de Matemática é uma oportunidade única para qualquer estudante, dado que pode criar a possibilidade de vir a representar Portugal em competições internacionais”. Acrescenta ainda que “no entanto, o mais importante é divertirmo-nos a resolver problemas”

 

Escola de Ténis EDF

A Escola de Ténis EDF surgiu em 2013, num projeto apresentado e executado pelos professores de Educação Física do colégio, Miguel Guimarães e Miguel Cunha.


Esta iniciativa teve como objetivo principal aproximar o ténis dos nossos alunos e da nossa comunidade, dando a todos a oportunidade de vivenciarem uma modalidade desportiva, considerada por muitos elitista, mas que provoca nos seus praticantes inúmeros benefícios, tanto no plano físico como no plano psicológico e emocional.


A adesão tem sido grande e as aulas de ténis decorrem da melhor forma, sendo o entusiasmo e a satisfação dos nossos alunos o melhor indicador do sucesso desta nova realidade.


Através da escola de ténis, o Externato Delfim Ferreira pretende envolver ainda mais a comunidade em hábitos de vida saudável e proporcionar a todos novas experiências que favoreçam o desenvolvimento pessoal.


Miguel Guimarães

Visita de estudo ao Tribunal de Guimarães

Os alunos da 12.3 tinham agendada uma visita de estudo ao Tribunal de Guimarães, no âmbito da disciplina de Direito. A visita iniciou-se às 10h, com a chegada dos alunos ao Tribunal de Guimarães. Estes, enquanto esperavam pelo início do julgamento, conseguiram assistir a algumas audiências. O julgamento começou às 11h e, tratando-se de um caso de violência doméstica, estavam presentes a arguida, as advogadas de defesa e acusação, a juíza e o delegado do Ministério Público. O réu, devido a problemas de saúde, não conseguiu estar presente. A arguida depôs durante 30 minutos, explicando detalhadamente o acontecimento em julgamento, apoiada em certas testemunhas que também depuseram após a arguida. Infelizmente, o tribunal não teve tempo para ouvir todas as testemunhas, e por isso, a sessão acabou sem a decisão final da juíza.

Após o julgamento, a turma teve tempo para almoçar, regressando ao tribunal para uma visita às instalações com a oficial de justiça, começando pelos gabinetes de secretariado, seguindo-se a maior e mais importante sala de julgamento, acabando a visita com a ida aos calabouços. Esta visita desempenhou um papel muito importante na aprendizagem dos alunos em relação ao funcionamento da justiça em Portugal, visto que conseguimos compreender o papel de cada um dos participantes do julgamento e o trabalho de preparação e realização do mesmo.

Joana de Castro, 12.3

Palestra sobre a Romanização

Palestra sobre a romanização no concelho de vila de Famalicão

No dia 10 de fevereiro, pelas 10:00h , realizou-se uma palestra intitulada “A Romanização em  Vila Nova de Famalicão”, no âmbito da disciplina de História. Este evento teve lugar no auditório principal do Externato Delfim Ferreira.
A apresentação teve como objetivo ensinar aos alunos um pouco mais sobre a Romanização no nosso concelho, de uma forma diferente e, por isso, mais apelativa. Para completar este propósito tivemos a presença da arqueóloga Felisbela Leite.
Na nossa opinião, esta exposição oral foi muito bem conseguida devido à organizada e pormenorizada explicação que obtivemos sobre este assunto.
Consideramos, também, que esta foi uma forma original de abordar a matéria que estamos a estudar, neste ano letivo, na disciplina de História.
CATARINA NEVES E MAFALDA REIS, 7.1

Carnaval 2015

2ª Eliminatória das XXXIII Olimpíadas Portuguesas de Matemática

No passado dia 14 de janeiro, decorreu no Externato Delfim Ferreira, a 2.ª eliminatória das XXXIII Olimpíadas Portuguesas de Matemática (OPM), uma vez que o Colégio de Riba de Ave foi a escola selecionada como local de realização desta eliminatória. Os alunos Diogo Nunes da 6.1, Marco António Ribeiro da 8.1 e Inês Guimarães da 11.3 do Colégio representaram a escola nestas OPM. Também participaram setes alunos das escolas D. Sancho I, Camilo Castelo Branco e Júlio Brandão. Em relação à primeira eliminatória, os alunos consideraram esta prova mais complexa. Foram duas horas intensas, partilhadas com a matemática, conservando a ambição tão acesa de representar a escola a nível nacional. Esta vontade foi claramente demonstrada pelo esforço de todos os alunos que aproveitaram arduamente os 120 minutos de prova para ultrapassar as dificuldades. Foi mais uma tarde em que os alunos se aproximaram da matemática, no que diz respeito ao seu fundamento e aplicabilidade quotidiana.

Marco António, 8.1

Alunos do EDF participam no Fórum “Os Media e os Jovens”

Alguns alunos do 3º ciclo e do secundário participaram no Fórum “Os Media e os Jovens”, promovido pela Rádio Digital, Fama TV e o Jornal OP, no dia 22, na Casa da Juventude de Famalicão, iniciativa cujo objetivo era dar a conhecer formas de fazer rádio, televisão e jornal.

No âmbito da área das ciências, os alunos foram convidados a partilhar o gosto e a paixão pela matemática, física e biologia. Também apresentaram os projetos nos quais estão envolvidos, tais como o “Delfos” e o “projecto Quark!”. O primeiro prepara as equipas portuguesas para as competições internacionais de matemática, movido pelo gosto na resolução de questões complexas e interessantes; o segundo destina-se a promover a física junto de jovens portugueses. Ambos decorrem nas instalações da Universidade de Coimbra.

A dedicação à disciplina de matemática é o elemento comum a este grupo de alunos que ocupa parte do seu tempo livre, através do clube “Sexbomb”, divulgado na página do Facebook “Vamos todos fazer de conta que isto é divulgação matemática”, na resolução de desafios e na busca incansável de respostas para as suas curiosidades.

Incentivados pelos seus professores, representam o EDF, anualmente, em várias competições como nas Olimpíadas Portuguesas de Matemática (OPM), nas quais obtêm lugares de destaque. Esta escola foi selecionada pela Sociedade Portuguesa de Matemática como o local de realização 2ª eliminatória das XXXIII OPM que decorreram no dia 14 do corrente mês.

O Fórum é uma importante iniciativa que movimenta escolas e, consequentemente, alunos. Deste modo, representaram o Externato Delfim Ferreira os seguintes alunos: Marco António Ribeiro da 8.1; Maria Inês Sousa da 8.2; Beatriz Lisboa e Francisco Rodrigues da 9.2; Luís Marques da 10.1; Sofia Machado da 10.2; Tiago Araújo da 11.1; Guimarães 11.3; Bruno Ribeiro, Fernando Fernandes e Leonardo Monteiro 12.1.
O Externato Delfim Ferreira felicita os alunos pelos êxitos alcançados ao longo do seu percurso académico e agradece, porque estes alunos também representam o trabalho desenvolvido por toda a comunidade educativa.

Clube de Imprensa

Visita de Estudo à Central do Alto Lindoso

No âmbito das disciplinas de Ciências Naturais e Geografia, os alunos do 8°ano do Externato Delfim Ferreira realizaram uma visita de estudo à central do Alto Lindoso,infraestrutura localizada no Concelho de Ponte da Barca. A barragem do Alto Lindoso é, atualmente, o mais potente centro produtor hidroelétrico, em Portugal. Divididos em grupos e acompanhados por um técnico, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer a sala de comandos e os túneis de acesso à grande sala cujo teto está decorado com luzes que imitam estrelas! As estrelas pretendem recriar o céu à noite, mas, de facto, os alunos observavam as “estrelas” a 360 metros de profundidade. Num dia em que o sol e a paisagem convidavam ao convívio, um grupo de alunos resolveu tirar uma fotografia para registar, para a posteridade, o momento.

Mariana Oliveira e Filipa, 8.4

Visita de Estudo aos Museus da Indústria Têxtil do Vale do Ave

No dia catorze do mês de janeiro, as turmas do 6º ano do Externato Delfim Ferreira participaram numa visita de estudo aos Museus da Indústria Têxtil do Vale do Ave em Calendário e dos Caminhos-de-Ferro em Lousado, tendo sido ambas as visitas orientadas por um guia dos respetivos museus.
No museu dos Caminhos-de-Ferro, foi-nos dada a informação sobre como apareceu o comboio na Europa e seus responsáveis, nomeadamente, James Watts e George Stephenson e Fonte Pereira de Melo,este responsável pela instalação do comboio em Portugal. No nosso país, a viagem inaugural deu-se a 28 de outubro de 1856, com a presença do monarca português D. Pedro V. Depois, passamos para a exposição onde pudemos observar a oficina, a carpintaria, a bilheteira,as várias locomotivas e automotoras e como tudo funcionava. Agora percebemos melhor como este meio de transporte provocou uma revolução social e económica!
No museu da Indústria Têxtil do Vale do Ave, o guia começou por nos mostrar um tear manual e falou-nos da sua importância na economia familiar, bem como das dificuldades sentidas pelos operários da altura. Seguidamente, conduziu-nos a ver todo o processo: vimos como o algodão se transformava em fio (fiação) e este em pano (tecelagem).Todos os alunos puderam observar algumas máquinas a trabalhar, nomeadamente, a bobinadeira e os teares: um mecânico e outro automático.
Adoramos a visita, foi uma aula dada num espaço diferente e num ambiente mais descontraído, onde reforçamos conteúdos, aprendemos coisas novas e divertimo-nos.

 Afonso Costa e Miguel Flávio, 6.1

Escola de Ténis do EDF obteve excelentes resultados

Tiago Ferreira, do Externato Delfim Ferreira (Escola de Ténis EDF), venceu a etapa de Natal do circuito de CTTrofa, nível Verde. Nuno Ribeiro e Félix Martins ocuparam o 2.º e 3.º lugares respetivamente, fazendo o pleno para a nossa escola de ténis.
No nível Laranja, na mesma etapa, os nossos alunos Tomás Carneiro e Artur Ribeiro ficaram em 2.º e 3º lugares. Álvaro Marques e Dinis Costa, fase de grupos; Rodrigo Mendes, Rodrigo Costa e José Gonçalo Silva,1/8 de final e Diogo Sousa 1/4 de final também se apresentaram a bom nível, representando a Escola de Ténis EDF com grandes jogos e boas vitórias.
Por fim, no nível Vermelho, Martim Araújo e Martim Carneiro foram os grandes heróis, conseguindo um fantástico 2º e 4º lugares respetivamente.
A todos muitos parabéns pelos excelentes resultados que tanto nos orgulham!

 Miguel Guimarães

 

Dia de Reis

O Dia de Reis foi comemorado a 6 de janeiro, pelo Externato Delfim Ferreira. Ensaiadas as músicas com os alunos do Pré-escolar e os alunos do 1ºciclo, todos colocaram a sua coroa na cabeça e percorreram as ruas de Riba de Ave para levarem “este cantar” às diferentes instituições. As instituições visitadas foram a Guarda Nacional Republicana, a Junta de Freguesia e a Biblioteca Municipal – Pólo de Riba de Ave. No regresso à escola, era notória a alegria de todos, ouvindo-se o eco das músicas durante todo o dia.

 

 

Delfíadas 2014